Gadget

This content is not yet available over encrypted connections.

Gadget

This content is not yet available over encrypted connections.

Monday, February 28, 2011

Grite carnaval, pule rock!

O Grito Rock, um dos maiores eventos integrados da América Latina, tem, em Santa Maria, o Macondo Coletivo como realizador. Esta é a terceira edição do festival na cidade e, como de praxe, novas ações são tomadas a cada ano.

Em 2011, diferentes espaços serão explorados: as ruas. O Grito Bloco – uma espécie de parada pré-carnaval – percorrerá o centro da cidade a fim de promover o Grito Rock de Santa Maria. Pela primeira vez no país, a divulgação do festival será feita dessa forma, pelos próprios organizadores, colaboradores e público do evento. Músicos e companhias teatrais santa-marienses já confirmaram presença, além da bateria da Mocidade Independente das Dores, escola de samba que será o destino da festa realizada no paralelepípedo e no asfalto.

O Grito Bloco sairá às ruas no dia 2 de março. O encontro será no Coreto da Praça Saldanha Marinho, às 18h30. A batucada corre o centro e segue até o barracão da Mocidade – próximo ao Fórum, no Bairro Nossa Sra. das Dores – onde a agitação cultural continua com a festa “Carnaval dos Bairros”.

O Núcleo Visceral de Imagens Técnicas, do Macondo Coletivo, acompanhará a passagem do Bloco para a feitura de uma intervenção. O grupo irá gravar imagens da reação dos transeuntes quanto à passagem do folião, que receberá uma bela surpresa ao chegar à sede da escola de samba!

A comunidade está convidada a gritar carnaval e pular rock!

Que rufem os tambores: o Grito Rock Santa Maria 2011 vem aí!

Grito Bloco – ação de divulgação do Grito Rock Santa Maria 2011

Dia 2 de março, com saída do Coreto da Praça Saldanha Marinho às 18h30.


Mocidade Independente das Dores
Onde: Alameda Santiago do Chile nº 242 Atrás do Fórum



Macondo Coletivo

Tuesday, February 22, 2011

Raros personagens no Cineclube e Mostra de Cinema na Cohab Fernando Ferrari - Macondo Cineclube

Sólo el amor salvará el mundo, Marieta e Clínica são os curtas que serão exibidos nesta terça-feira, dia 22, no Boteco do Rosário, no último dia do Ciclo "Em fevereiro... Não tem carnaval...Mas curtas tem!" que iniciou no dia 08. Promovido pelo Macondo Cineclube em parceria com a TV OVO, através do projeto FOCU, o ciclo é focado nas temáticas de diversão e reflexão, sem deixar de pensar na qualidade estética.

O tema das produções desta terça-feira é raros personagens, como o mostrado por Clínica, curta realizado por Carolina Berger, que estará presente na exibicão. No documentário, o personagem Antonio Caró se dedica a restaurar bonecas em Buenos Aires. Em sua "clínica", representações de um tempo e de uma cidade que talvez não existam mais. Já Marieta foi rodado durante as oficinas do FOCU. A equipe da TV OVO que participou da produção também estará representada na sessão.

"Em fevereiro... Não tem carnaval...Mas curtas tem!"
Dia 03: Raros Personagens
22/02
20h, no Boteco do Rosário


Sólo el amor salvará el mundo (2009, 6’, vídeo), de Ricardo Almas
Um homem viaja pelas linhas de trem de Buenos Aires com seu bandoneón como única arma para transmitir a mais importante das mensagens: “Só o amor salvará o mundo”. Um vídeo artesanal e poético.


“Marieta” (Porto Alegre, 12’, documentário) Roteiro: Eleonora K. Spinato. Direção: Eleonora K. Spinato e Tiago Rodrigues.
Produzido durante Oficinas de Formação Audiovisual – FOCU – Pontao de Fomento Cultural


Marieta, moradora do Asilo Padre Cacique em Porto Alegre, extravasa feminilidade dançando e cantando com seus colares e roupas floridas. A cantora e dançarina da Radio Difusora e Cine Castelo , brinca com as palavras, joga com a memória restaurando o sentido do tempo vivido Em seu quarto, organizador das lembranças, tece sua teia que estende sobre a cama e alimenta o sono, os sonhos e a vida.

Clínica (2010, 9’35”, Brasil-Argentina, color, DVCAM)
Direção: Carolina Berger


Sinopse

Inspirado na crônica “Taller de compustura de muñecas” de Roberto Arlt, Clínica conta a história de Antonio Caró, personagem solitário e um dos últimos representantes de seu ofício: restauração de bonecas.

Quarto trabalho autoral da artista audiovisual Carolina Berger, Clínica foi produzido como um exercício de construção de personagem, em Buenos Aires, em 2006, quando o curta teve sua primeira versão editada. Inspirado na crônica “Taller de compustura de muñecas” de Roberto Arlt, Clínica conta a história de Antonio Caró, personagem solitário e um dos últimos representantes de seu ofício: restauração de bonecas.
Clínica também está nos extras do DVD de Dias no tempo, média-metragem da autora lançado no ano passado.

O curta-metragem teve somente duas exibições até agora, ambas em 2010: na TVE, no programa TV Cine; e na Câmara vereadores, solenidade, quando a artista audiovisual recebe o Troféu Sérgio de Assis Brasil.
A exibição de Clínica é a primeira em Santa Maria, já que a exibição na Câmara de Vereadores não foi anunciada oficialmente

Ficha técnica
Roteiro, produção e direção: Carolina Berger
Direção de fotografia: Jorge Flores

Câmera: Jorge Flores e Carolina Berger
Som direto: Carolina Berger
Edição e desenho de som: Carolina Berger
Edição: Carolina Berger
Personagem protagonista: Antonio Caró
Realizado em Maestria en Cine Documental – Universidad del Cine – AR –
2006 2007
Finalização em Santa Maria – Maio 2010




Macondo Cineclube

Sempre às Terças 20 h
Boteco do Rosário - Rua do Rosário n 400
Entrada Franca


www.macondocoletivo.com
@botecodorosario
@macondocine

Últimas exibições da I Mostra de Cinema na COHAB Fernando Ferrari

A I Mostra de Cinema promovida pelos bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência – PIBID História – chega a sua última exibição na COHAB Fernando Ferrari. Nesta quarta e quinta-feira, dias 23 e 24 de fevereiro, os alunos do curso de história da UFSM levam à comunidade curta e longa-metragens de animação, ficção e documentários.

A mostra tem o apoio do Macondo Cineclube (ala cineclubista do Macondo Coletivo) que faz parte do Clube de Cinema Fora do Eixo, composto pelos diversos cineclubes e agentes ligados ao audiovisual do Circuito Fora do Eixo e também foi contemplado com um convênio direto junto ao projeto Cine Mais Cultura (MinC).

A frente audiovisual do Circuito Fora do Eixo vem investindo em inúmeras ações que envolvem distribuição, circulação, sustentabilidade e acesso. Entre outras coisas possui uma plataforma de distribuição de filmes a DF5 - Distribuidora de Filmes Fora do Eixo, que disponibiliza seu acervo para download e exibições não comerciais cineclubistas, divulgando também indicadores de público, o que contribui para o mapeamento das atividades realizadas em todo o país.

Destaque para a programação de quinta-feira. À tarde, no Centro Comunitário da COHAB, serão exibidos o curta animado Sorria, Você Está Sendo Filmado, de Eduardo Santos e o longa A noiva cadáver, animação de Tim Burton. À noite, na Praça Central da COHAB Fernando Ferrari, além do longa francês, Trem da Vida do diretor Radu Mihaileanu, vai ser exibido o curta-experimental-videoclipe-videoarte “No Doy Más”, música do homem-banda Rodrigo Gomez, também conhecido por “Proyecto Gomez”. O músico é inserido numa realidade cotidiana de letárgica hipnose, onde cenas captadas por câmeras pessoas compõem a estética visual do experimento. A obra foi concebida e executada ao longo de duas oficinas de produção audiovisual, coordenada pela diretora Carolina Berger, durante o Festival Macondo Circus, em novembro de 2010.

Ciclo de Cinema na COHAB Fernando Ferrari
Centro Comunitário / AC FF (Associação Comunitária Fernando Ferrari)
Rua Luiz Petry ( Sem Nùmero )
Praça Central da COHAB Fernando Ferrari
23 e 24 de Fevereiro


http://va.mu/91

Monday, February 21, 2011

Ventos, Alegrias, Confusões e Ventanias - Espetáculo infantil no TUI

Após o sucesso de público da estreia, o TUI volta a apresentar a sua mais nova montagem: Ventos, Alegrias, Confusões e Ventanias nesta sexta dia 25 de fevereiro de 2011 ás 16h ,primeira apresentação do espetáculo infantil neste ano.

A ideia é produzir a partir de fevereiro de 2011, a venda do espetáculo para as escolas, aproximando a escola do fazer teatral, descentralizando o acesso aos bens culturais, sempre oferecidos a preços populares, pois compreendemos a importância da arte, em especial da criticidade do teatro no desenvolvimento de um povo, neste intuito o TUI lança novamente o seu olhar para as escolas e o teatro infantil em um constante processo de formação de plateia, fundamental para a manutenção das artes cênicas, em especial, o teatro. PARA ISSO AS ESCOLAS JÁ PODEM ENTRAR EM CONTATO COM O GRUPO.

Os ingressos encontram-se disponíveis na sede do TUI ou podem ser agendados pelo telefone 3217 6600.

Sinopse:

“Ventos, alegrias, confusões e ventanias” narra à história de dois amigos, Maria e Pedro, que juntos embarcam em uma aventura permeada por quiprocós, característico a realidade lúdica do universo infantil.
O texto é uma construção do elenco do Teatro Universitário Independente, fruto de um processo experimental dramatúrgico que buscou tornar um pouco mais atrativo a ideia de aproximar da realidade infantil as problemáticas do universo adulto.
Coloca-se desta maneira as crianças em contato com as problemáticas do universo adulto e elas são convidadas a resolverem tais problemas do ponto de vista de seu universo infantil, ou seja, o universo mágico da ludicidade.
As personagens, Pedro e Maria encontram-se envoltos pelos problemas de personagens fantásticos, místicos e resolvem por meio da amizade e da aceitação da diversidade sociocultural desenrolar a trama da história.

A linguagem do espetáculo utiliza-se de atores, bonecos e máscaras.
Nós do TUI, frente à escassez de plateias para o teatro, iniciamos um novo e permanente processo que intitulamos Formação de plateias para o teatro e nosso projeto prevê a apresentação do espetáculo Ventos, alegrias, confusões e ventanias de autoria do grupo, e envolvendo atores e manipuladores de bonecos em uma história um pouco louca em que crianças mantém um contato direto com seres sobrenaturais, de seu universo infantil, e muitas peripécias e quiprocós se desenrolam a partir deste conflitante encontro...


Ficha técnica

Texto: Ventos, alegrias, confusões e ventanias
Dramaturgia: autoria do grupo
Duração 40 minutos
Direção Cristiano Bittencourt dos Santos
Iluminação Maiara da Silva do Nascimento
Sonoplastia de Ricardo Martel
Cenários de Roosi Zanon
Costuras de Maristel Nascimento e Neida Schenkel

Elenco e Personagens:
Marcele da Silva do Nascimento --- Maria
Cristiano Bittencourt -- Pedro
Inês Rorato -- Catarina Catavento
Inês Rorato-- manipuladora do boneco Vento
Elise Schenkel-- Dona Bruxa mil faces

INGRESSOS PARA CRECHES E ESCOLINHAS: R$4,00 e comprando 10 ingressos ganha 2 cortesia.
INGRESSOS PÚBLICO EM GERAL: R$5,00 reservas pelo fone 3217 66 00


cartaz

http://twitpic.com/429kfp

Tuesday, February 15, 2011

Curtas na Terça-Feira e 1º Mostra de Cinema na Cohab Fernando Ferrari - Macondo Cineclube

Ciclo - Em fevereiro... Não tem carnaval...Mas curtas tem!


Terça Feira - 15/02 - 20 h


Diversão!

35’

Le batteur du bolero (ficção, 1992, 8’, 35mm, colorido, sonoro, França)
Direção: Patrice Leconte


Um olhar sobre a base de uma orquestra. Um olhar sobre um som que se repete. Um olhar sobre um personagem. O que a primeira vista parece uma insistência, é, na verdade, um olhar sobre as potencialidades do plano seqüência. Uma mostra do que o plano seqüência pode revelar além do movimento.


Vende-se (documentário, 2009, 3 min, vídeo)
Direção: Jusceni Rezende, Luiz Filipe Barcelos.
Produção: TV Brasil, Ponto Brasil e Coletivo Perro Loco.

A diversidade de estratégias dos vendedores nas ruas e feiras de Goiânia, GO para atrair sua clientela. Este

vídeo foi produzido colaborativamente pelo Coletivo Perro Loco para a TV Brasil e está no episódio Ossos e Ofícios do programa Ponto Brasil.

Arpoador (experimental, 2005, 4’, vídeo, cor, sonoro).
Direção: Fernanda Ramos

Um dia no Arpoador contado por meio de fotografias. A passagem do tempo e a manipulação do arquivo digital em fragmentos rítmicos de movimento e no cuidadoso trabalho com a cor.


Picolé, pintinho e pipa (ficção, 2007, 15 min,35mm)
Direção: Gustavo Melo
Produção: Ponto de Cultura Nós do Morro e Novo Mundo

A chegada do carro do troca troca no morro sempre desperta a curiosidade de todos, principalmente das crianças. A troca de sucatas por PICOLÉ, PINTINHO OU PIPA precisa ser rápido, o carro só visita o morro uma vez por mês e ele sobe até o pico do morro e desce a rua, indo embora de vez.


Macondo Cineclube
Sempre às Terças 20 h
Boteco do Rosário - Rua do Rosário n 400 - Santa Maria - RS

Entrada Franca

--

I MOSTRA DE CINEMA NA COHAB FERNANDO FERRARI


Os alunos do curso de História-UFSM e bolsistas do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à docência - PIBID irão promover a I Mostra de Cinema na COHAB Fernando Ferrari.

A idéia surgiu principalmente pelo fato dos bolsistas estarem inseridos na comunidade desde abril de 2010, através do projeto PIBID, realizando Oficinas que problematizam o ensino de História, buscando abordagens diferenciadas de variados temas a partir da realidade dos estudantes da Escola Edna May Cardoso, situado na mesma COHAB. A escola também participa do Programa Escola Aberta, disponível à comunidade nos finais de semana, espaço em que os bolsistas desenvolvem atividades para toda a comunidade.

Porém, no período das férias, o programa não funciona, ficando a comunidade sem essa opção de lazer. Nesse sentido, o ciclo pretende oportunizar um lazer em local público e coletivo para os moradores daquela região, além propor de forma educativa a abordagem de diversos temas conforme o filme exibido.

O mostra tem o apoio do Macondo Cineclube (ala cineclubista do Macondo Coletivo) que faz parte do Clube de Cinema Fora do Eixo, composto pelos diversos cineclubes e agentes ligados ao audiovisual do Circuito Fora do Eixo e também foi contemplado com um convênio direto junto ao projeto Cine Mais Cultura (MinC).

A frente audiovisual do Circuito Fora do Eixo vem investindo em inúmeras ações que envolvem distribuição, circulação, sustentabilidade e acesso. Entre outras coisas possui uma plataforma de distribuição de filmes a DF5 - Distribuidora de Filmes Fora do Eixo, que disponibiliza seu acervo para download e exibições não comerciais cineclubistas, divulgando também indicadores de público, o que contribui para o mapeamento das atividades realizadas em todo o país. O acervo da Df5 está sempre em crescimento e aberto para que realizadores possam contribuir, com vídeos que vão do experimental ao documentário, passando também pela produção de clipes.

À tarde serão projetados curtas e longas-metragens voltados para o público infantil e adolescente. A atividade iniciará às 15 horas, no Centro Comunitário da COHAB.

À noite, o ciclo será realizado na Praça da COHAB, no horário das 19 horas, tendo como público alvo os moradores em geral da Fernando Ferrari.

Contamos ainda com a apresentação da peça "Maria Metade" na noite de 17 de fevereiro.


O QUE: Ciclo de Cinema na COHAB Fernando Ferrari
ONDE: Centro Comunitário / AC FF (Associação Comunitária Fernando Ferrari)
Rua Luiz Petry ( Sem Nùmero )
Praça Central da COHAB Fernando Ferrari
QUANDO: 16 /17/ 23 e 24 de Fevereiro

Contatos
55 8411 4303 ( Priscila Peixoto ) PIBID
55 9121 7445 ( Marcelo Cabala ) Macondo Cineclube


Programação

16/02 - Quarta - Feira - 15 h
No Centro Comunitário


Filmes com abordagem ambientalista


Das quinzenas às coisinhas
18 min - 2007 - Documentário
Direção: Renan Nunes Paz e Simone Lira da Silva
Santa Maria/RS


A partir do cotidiano dos integrantes da "ASMAR" (Associação dos Selecionadores de Materiais Recicláveis, de Santa Maria) o documentário se propõe a explorar o significado ou a visão que eles tinham sobre o trabalho que realizavam. O projeto foi realizado por alunos dos cursos de Ciências Sociais e Desenho Industrial da UFSM. Em 2008 no 7° Santa Maria Vídeo e Cinema o "Das Quinzenas às Coisinhas" recebeu o Prêmio CESMA - troféu Lanterninha Aurélio em reconhecimento a temática social e desenvolvimento humano.


A viagem de chihiro
Direção: Hayao Miyazak - Japão - 2001 - 122 min - Longa


Chihiro é uma garota de 10 anos que acredita que todo o universo deve atender aos seus caprichos. Após saber através de seus pais que estarão mudando de cidade ela fica furiosa, sem fazer nenhum esforço para esconder sua raiva. Em meio a lembranças de seus amigos que terá que deixar, Chihiro percebe que seu pai se perdeu no caminho para a nova cidade onde irão morar, indo parar defronte um túnel aparentemente sem fim que é guardado por uma estranha estátua.


Curiosos, os pais de Chihiro decidem entrar no túnel. Apesar dos pedidos para voltarem ao carro, Chihiro acaba seguindo junto com eles para descobrir que ele leva a um mundo aparentemente deserto, onde existe uma cidade sem nenhum habitante. Famintos, os pais de Chihiro decidem comer a comida que está disponível em uma das casas, enquanto que a própria Chihiro decide explorar um pouco a cidade. Entretanto, logo ela encontra com Haku, um garoto que lhe diz para ir embora da cidade o mais rápido possível. Ao reencontrar seus pais, Chihiro fica surpresa ao ver que eles se transformaram em gigantescos porcos, enquanto que misteriosos seres começam a surgir do nada. É o início da jornada de Chihiro em um mundo fantasma, povoado por seres fantásticos, no qual humanos não são bem-vindos.


16/02 - Quarta - Feira - 20h

Na Praça

Ilha das Flores
Direção: Jorge Furtado - Brasil ( Poa ) - 1988 - 13 min

Um ácido e divertido retrato da mecânica da sociedade de consumo.
Acompanhando a trajetória de um simples tomate, desde a plantação até ser jogado fora, o curta escancara o processo de geração de riqueza e as desigualdades que surgem no meio do caminho.

Saneamento básico
Direção: Jorge Furtado - Brasil ( Poa ) 2007 112 min – Longa


Os moradores de Linha Cristal, uma pequena vila de descendentes de colonos italianos localizada na serra gaúcha, reúnem-se para tomar providências a respeito da construção de uma fossa para o tratamento do esgoto. Eles elegem uma comissão, que é responsável por fazer o pedido junto à sub-prefeitura. A secretária da prefeitura reconhece a necessidade da obra, mas informa que não terá verba para realizá-la até o final do ano.


Entretanto, a prefeitura dispõe de quase R$ 10 mil para a produção de um vídeo. Este dinheiro foi dado pelo governo federal e, se não for usado, será devolvido em breve. Surge então a idéia de usar a quantia para realizar a obra e rodar um vídeo sobre a própria obra, que teria o apoio da prefeitura. Porém a retirada da quantia depende da apresentação de um roteiro e de um projeto do vídeo, além de haver a exigência que ele seja de ficção. Desta forma os moradores se reúnem para elaborar um filme, que seria estrelado por um mostro que vive nas obras de construção de uma fossa.


17/02 - Quinta - Feira - 15 h
No Centro Comunitário


Filmes com abordagem sobre Gênero e preconceito

Mulher vídeo
9min - 2010 - animação

A princesa e o sapo
Direção: Ron Clements, John Musker - EUA - 2009 - 97 min - Longa

Tiana (Anika Noni Rose) é uma bela jovem que vive em Nova Orleans. Desde criança ela sonha em ter um restaurante próprio, o que faz com que tenha dois empregos e junte o máximo de dinheiro possível. Para conseguir a quantia necessária para que possa enfim alugar o imóvel de seus sonhos, ela aceita trabalhar na festa realizada por Charlotte LaBouff (Jennifer Cody), sua amiga de infância. Charlotte deseja conquistar o príncipe Naveen (Bruno Campos), que acaba de chegar à cidade. Entretanto, um incidente faz com que Tiana troque de roupa e, no quarto de Charlotte, use um de seus vestidos.


É quando surge um sapo, anunciando ser um príncipe e pedindo a Tiana que lhe conceda um beijo, para que o feitiço nele aplicado seja quebrado. De início Tiana acha a ideia repugnante, mas aceita ao receber a promessa do príncipe de que conseguirá para ela a quantia necessária para concretizar o aluguel. Só que, ao beijá-lo, ao invés dele se tornar humano novamente, é Tiana quem se transforma em sapo.


17/02 - Quinta - Feira - 19:30

*Teatro: Apresentação da peça “Maria Metade”
Criação e atuação: Daiani Cezimbra Brum
Orientação: Gabriela Santos
Sonoplastia: Daiani Brum
Duração: 45 minutos

"Maria Metade” trata-se da livre adaptação do conto “Olhos dos Mortos” de Mia Couto. Ao conto somam-se depoimentos, reportagens e textos literários que igualmente permeiam uma temática recorrente na história da humanidade, a violência contra a mulher. Através da figura de Maria Metade expõe-se o universo de impotência vivenciado por tantas gerações de Marias que “fecham as feridas no escuro íntimo do lar”, de Marias “desfocadas, esquecidas”, daquelas que nunca foram senhoras nem donas, que nunca passaram de “meios caminhos, meias desculpas e meias verdades”, de Marias metade.

20:30 Na Praça

Onde Acaba a Praia
Direção: Thiago Pedroso
14 min - 2010 - Ficção
Gravado em Fortaleza - CE Finalizado em São Carlos - SP

A Dona da História
Direção: Daniel Filho - Brasil - 2004 - 90 min - Longa

Rio de Janeiro, 1968. Quando tinha 18 anos Carolina (Débora Falabella) conhece o grande amor da sua vida, Luís Cláudio (Rodrigo Santoro), seu primeiro e único namorado, com quem se casa.

Quando ela tinha 55 anos, com os quatro filhos já crescidos, eles pretendem vender o apartamento em que vivem, morar num apart-hotel e viajar. Por ele a viagem dos sonhos seria Cuba, mas ela sempre quis conhecer Paris. No decorrer da venda do imóvel acontecem pequenos conflitos, pois Carolina (Marieta Severo) passa a crer que o amor que tinham um pelo outro acabara e propõe a Luís (Antônio Fagundes) terminarem o casamento. Ele, por sua vez, retruca dizendo que é mais uma discussão passageira. O imóvel é vendido.

Os dois pegam o elevador do prédio e, antes de cada um ir para um canto, Luís insiste que deveriam viajar e entrega a Carolina uma passagem aérea, que ela não dá importância. Ela vai tomar um banho e então começa um grande momento de reflexão, no qual "se encontra" com a jovem Carolina, ou seja, ela mesma, e começa a pensar como teria sido sua vida se, no dia que Luís a pediu em casamento, ela tivesse dito não.

Através de um confronto e diálogo com a jovem que foi aos 18 anos, ela revive os sonhos do passado e as possibilidades de ter seguido outros rumos e conhecido outros amores. Na maturidade Carolina viverá plenamente o privilégio de rever a sua própria história e se reencontrar no que foi, no que não foi e no que poderia ter sido, ao lado ou longe do grande amor de sua vida.


23/02 - Quarta – Feira 15 h
No Centro Comunitário


Zip
2005 - Animação - 07 min
Direção: Tábata Gerbase
São Carlos/São Paulo

Zip era grande demais e nao tinha dinheiro. Agora que é pequetito, que houve com ele?

As aventuras de Azur e Asmar
Direção: Michel Ocelot - França - 2006 - 99 min - Longa

Os meninos Azur e Asmar foram criados juntos pela mesma mulher, Jenane. Azur é loiro e tem olhos azuis, além de ser filho de um nobre. Já Asmar tem olhos e cabelos pretos, sendo filho de Jenane, ama-de-leite que cuida de Azur. Eles cresceram como se fossem irmãos, até serem separados quando Jenane parte com o filho. Asmar cresce ouvindo as histórias da mãe sobre a lendária Fada dos Djins e, quando se torna adulto, decide partir à sua procura, contando com a ajuda do andarilho Crapoux. É quando Azur e Asmar se reencontram, agora não mais como irmãos mas como rivais na busca da Fada.

23/02 - Quarta – Feira 19h
Na Praça


Brô Mc’s
2010 - Documentário - 09 min
Realização: Pontão de cultura Guaicuru
Aldeias Jaguapiru e Bororô, Dourados/MS

O dia a dia dos índios guarani rappers. Seu contexto e suas músicas.
Filme produzido durante a oficina de cinema do projeto Ava Marandu – “Os Guarani convidam”.


Narradores de Javé
Direção: Eliane Caffé - Brasil - 2003 - 100 min - Longa

Somente uma ameaça à própria existência pode mudar a rotina dos habitantes do pequeno vilarejo de Javé. É aí que eles se deparam com o anúncio de que a cidade pode desaparecer sob as águas de uma enorme usina hidrelétrica. Em resposta à notícia devastadora, a comunidade adota uma ousada estratégia: decide preparar um documento contando todos os grandes acontecimentos heróicos de sua história, para que Javé possa escapar da destruição. Como a maioria dos moradores são analfabetos, a primeira tarefa é encontrar alguém que possa escrever as histórias.



24/02 - Quinta – Feira

15h no Centro Comunitário

Sorria, Você Está Sendo Filmado
Roteiro e Direção: Eduardo Santos
Belo Horizonte/MG - 03'20'' - 2005 - animação


Uma sacola de frutas. Uma maleta. Um dia comum numa cidade grande. Mas cuidado! Você pode estar sendo filmado.


A noiva cadáver – 78 min – Longa
Direção: Tim Burton / Mike Johnson - EUA - 2005 - 78 min - Longa


Em um vilarejo europeu do século XIX vive Victor Van Dorst (Johnny Depp), um jovem que está prestes a se casar com Victoria Everglot (Emily Watson). Porém acidentalmente Victor se casa com a Noiva-Cadáver (Helena Bonham Carter), que o leva para conhecer a Terra dos Mortos. Desejando desfazer o ocorrido para poder enfim se casar com Victoria, aos poucos Victor percebe que a Terra dos Mortos é bem mais animada do que o meio vitoriano em que nasceu e cresceu.

24/02 - Quinta - Feira - 19h
Na Praça

“No doy más” – Proyecto Gomez
07’58’’ - 2010 - video clipe


Video clipe da música “No doy más” – Proyecto Gomez produzido nas Oficinas de Produção Audiovisual Experimental “Faça você mesmo I e II”. O músico Rodrigo Gomez é inserido numa realidade cotidiana de letárgica hipnose. O videoclipe é uma obra de fronteira com a videoarte e busca trabalhar uma estética do cotidiano através da utilização de câmeras pessoais de fotografia, video e celulares. 2010.

Trem da Vida
Direção: Radu Mihaileanu - Francês - 1998 - 103 min - Longa

Em 1941, um vilarejo na Europa Ocidental recebe o alerta de que os nazistas estão chegando para deportar todos os judeus. Quem dá a notícia é Schlomo, o bobo da aldeia, que é o único capaz de sugerir uma saída: os próprios habitantes irão forjar um trem nazista, interpretando eles mesmos os alemães, os maquinistas e os deportados.

Antes da chegada dos verdadeiros nazistas, o trem parte com destino à Terra Prometida. Tudo vai conforme planejado, exceto pelo fato de que as encenações começam a ficar cada vez mais realistas. Os nazistas se tornam mais autoritários; os deportados começam a tramar uma rebelião contra seus falsos algozes, e outros se declaram comunistas, querendo lutar contra os fascistas, os burgueses e os imperialistas.


--

Assessoria de Comunicação Macondo Coletivo

www.macondocoletivo.com
http://twitter.com/@macondocoletivo

www.macondocineclube.blogspot.com


@macondocine

Sobretudo Blues no Zeppelin

Show da Sobretudo Blues, 17/02 quinta-feira no Zeppelin. R$ 6. 22hs
No repertório sons autorais da banda mesclado com alguns covers.

Ouça a banda em:
www.myspace.com/sobretudoblues

Wednesday, February 02, 2011

a amorosa agenda macondo lugar

Quinta 03/02 - Rock Esquema Novo especial AC/DC

A Apolo Rock homenageia os clássicos de uma das mais cultuadas bandas da história do rock.

Início: 23h
Ingresso: R$ 8
Free para estudantes até a meia-noite

Sexta 04/02 - Pylla & Carbono 14


O dinossauro do rock santamariense revisita suas grandes influências: Led Zeppelin, The Who, Rush, Deep Purple, e claro, os eternos sucessos da banda Fuga.

Início: 23h
Ingresso: R$ 8
Free para estudantes até a meia-noite

Sábado 05/02 - Do Amor (RJ)


Quem viu a Do Amor no Macondo Circus 2008 sabe do que se trata: uma das bandas mais criativas e despojadas da cena atual, misturando indie rock e música brasileira de diversas vertentes...com certeza, um show para ficar na história da casa verde da Serafim.

Início: 23h
Ingresso: R$ 8


www.myspace.com/doamor

Tuesday, February 01, 2011

Rinoceronte no Zeppelin pub

Nesta quinta, 03.02.2011, a partir das 22h estaremos com show no Zeppelin Pub, em Santa Maria, divulgando nosso recente CD 'Nasceu', e preparando para a sequência de shows dentro do Grito Rock 2011.

Apareça para degustar uma cerveja boa acompanhada de muito rock com o peso da Rinoceronte.

O show tem apoio do Macondo Coletivo, Monstro Discos e Circuito Fora do Eixo.
Teremos camisetas e CDs para venda no bar.

Aproveite!
Let´s rock!


"Do it Together” – Fevereiro 2011 – @macondocine hoje no @botecodorosario

"Do it Together"
Produções Coletivas
DF5 - Distribuidora de filmes Fora do Eixo


Nesta terça-feira o Macondo Cineclube traz uma pequena mostra da produção audiovisual desenvolvida pelo Circuito Fora do Eixo.

Na cena independente nacional o modo "do it together" (faça junto) é uma expressão bastante usual que vem marcando o fazer cultural de agentes, produtores, bandas, artistas tanto na organização de Festivais de música como em uma gama de eventos de artes integradas realizadas em rede. Alusão ao termo "do it yourself" (faça você mesmo), lema do movimento anarco-punk nos anos 70, o sentido da expressão amplia-se ao potencializar o caráter colaborativo cada vez mais evidenciado na movimentação das dezenas de coletivos que integram o Circuito.


O Macondo Cineclube também faz parte do Clube de Cinema Fora do Eixo, composto pelos diversos cineclubes e agentes ligados ao audiovisual. Esta frente vem investindo em inúmeras ações que envolvem distribuição, circulação, sustentabilidade e acesso. Entre outras coisas desenvolve uma plataforma de distribuição de filmes a Df5 - Distribuidora de Filmes Fora do Eixo, que disponibiliza seu acervo para download e exibições não comerciais cineclubistas, divulgando também indicadores de público, o que contribui para o mapeamento das exibições realizadas em todo o país.


O acervo da Df5 está sempre em crescimento e aberto para que realizadores também possam contribuir, com vídeos que vão do experimental ao documentário, passando também pela produção de clipes. Como as opções são vastas o Macondo Cineclube teve como foco para esta sessão as produções realizadas colaborativamente, resultados de oficinas e ações coletivas.


Sessão "Do it Together" Produções Coletivas DF5 - Distribuidora de filmes Fora do Eixo


Data: 1º de fevereiro, 20h
Local: Boteco do Rosário


Bro Mc's



Filme produzido durante a oficina de cinema do projeto Ava Marandu – Os Guarani Convidam


Ficha técnica:


AVA MARANDU “os guarani convidam” realizadores: Jaqueline Daniel Gonçalves, Liane Daniel, Gonçalves, Elaine Juca da Silva, Sandreli Porto, Geocani Porto, Ivanio Porto, Devanildo Claudio,

Luciano Fernandez, Aldineia Oliveira, Célia Batista Cabreira, Getúlio Juca de Oliveira, Alda Silva,

Daiane Vaes Gomes.


Equipe de oficina: Iván Molina, Gilmar Galache, Bianca Freire, Paulo Bragantini

Duração: 08´47´´


São Paulo Fora do Eixo



Documentário sobre a ocupação da maior cidade do Brasil pelo Circuito Fora do Eixo. Entre os dias 06 e 11 de abril aconteceu na capital paulista o Festival Fora do Eixo. Vários artistas de todo o país circularam pelos palcos paulistanos, trazendo um pouco da música e cultura independente produzidas hoje.


Realização: Circuito Fora do Eixo

Realização Audiovisual: Filmes para Bailar

Duração: 10´01´´


Suarged Mes


Grupo de Estudos, Experimentações e produção de vídeodança

Direção: Michelle Andrews

Acervo Difusão Digit@l

Duração: 06´18´´



Vídeo clipe da música Chaves e Segredos da banda Rinoceronte de Santa Maria-RS.

Produzido pelo núcleo de comunicação do Macondo Coletivo.

Direção: Rodrigo Ricordi

Imagens captadas pelo público durante o show Rastro no Theatro Treze de Maio em Santa Maria - RS no dia 21 de Julho de 2010.

Duração: 05´02´´



"No doy más" - Proyecto Gomez


Video clipe da música “No doy más” – Proyecto Gomez produzido nas Oficinas de Produção Audiovisual Experimental “Faça você mesmo I e II”. O músico Rodrigo Gomez é inserido numa realidade cotidiana de letárgica hipnose. O videoclipe é uma obra de fronteira com a videoarte e busca trabalhar uma estética do cotidiano através da utilização de câmeras pessoais de fotografia, video e celulares. 2010.


Duração: 07´58´´



Texto: Alessandra Giovanella ( Macondo Cineclube )


--

Macondo Cineclube ( Santa Maria - RS )

01/02/11 - Terça - Feira - 20 H

Local: Boteco do Rosário

Rua do Rosário, número 400

Entrada Franca


--

Cartaz by @paulonoronha